Blog


Saber empreender é um grande passo na carreira de TI

É cada vez maior o número e o desejo de jovens que – em vez de trabalhar para uma grande empresa – sonham dar o pontapé inicial no seu próprio negócio. Mas nem todo mundo nasce com o espírito empreendedor e só a vontade não é suficiente para tirar nenhum projeto do papel.

Os cursos mais completos e modernos de TI ainda não ensinam empreender, mas ensinam técnicas para o aluno aprender a organizar suas informações, saber inovar e dar os primeiros passos rumo ao empreendedorismo.

O aluno com visão inovadora e empreendedora não é só aquele determinado a começar sua startup. Grandes empresas também estão de olho em profissionais com essas características. Mesmo internamente, é preciso saber escrever e detalhar projetos e também vende-los...

Como dissemos há pouco, nem todo mundo nasce com esse espírito empreendedor – mesmo que tenha vontade. Mas, nos cursos de TI, muitos alunos já chegam com o esboço de ideias; a formação e a disciplina de empreendedorismo os ajuda a tirar essas ideias do papel. Hoje, muitos saem daqui não para o mercado, mas para seus próprios escritórios.

Formados há dois anos, o Marcel e o Cauê tiveram uma matéria sobre projetos de escritório durante a formação acadêmica superior. Juntos, dentro da sala de aula, trabalharam em projetos fictícios como se fossem reais. Hoje os dois têm juntos uma startup desenvolvedoras de aplicativos de venda de ingressos e otimização de filas.

A disciplina foi fundamental para que eles aprenderem a se organizar e saber o caminho das pedras de como escrever um projeto e, melhor, colocá-lo em prática.

Aqui nesta universidade, o próximo passo é transformar a disciplina que ajuda os alunos a aprender a empreender em um grande laboratório aberto à sociedade – inclusive ex-alunos. O objetivo, mais do que ensinar a definir um plano de negócio, é incentivar outros jovens a arriscar mais; participar de grandes eventos de empreendedorismo e acompanha-los como verdadeiros mentores – até que a ideia saia definitivamente para o mercado.

 

Via: Olhar Digital

Comentários